Projeto de gestão ambiental e territorial está sendo desenvolvido em áreas indígenas em MS

Image

Cerca de 100 indígenas participaram das reuniões no mês de dezembro, e definiram as linhas de atuação para o próximo ano.
Foto: Mariany Martinez

Reuniões do Projeto GATI, Gestão Ambiental e Territorial em Terras Indígenas, aconteceram durante este mês no sul de Mato Grosso do Sul.

Três áreas indígenas da região sul do estado são contempladas pelo projeto: Pirakuá, no município de Bela Vista, Jaguapiré e Sassoró, no município de Tacuru. Essas e outras três áreas na região de Campo Grande, formam o Núcleo Pantanal/Cerrado, que vai ser referência do projeto para outras áreas indígenas da região, multiplicando o conhecimento de modelos de gestão ambiental.

O objetivo do projeto é fortalecer as práticas indígenas de manejo, uso sustentável e conservação dos recursos naturais e a inclusão social dos povos indígenas, consolidando a contribuição das TIs, Terras Indígenas, como áreas essenciais para conservação da diversidade biológica e cultural nos biomas florestais brasileiros.

Cerca de 100 indígenas participaram das reuniões no mês de dezembro, e definiram duas linhas de atuação para o próximo ano: Medicina tradicional e enriquecimento de roças e quintais com cultivos variados.

Para a chefe do Núcleo de Etnodesenvolvimento e Gestão Ambiental da Funai de Ponta Porã, Mariany Martinez, o projeto vai trazer autonomia para os indígenas e incluir as áreas indígenas como importantes espaços de conservação ambiental: “A idéia é que os próprios indígenas estejam preparados para gerir seus territórios de forma sustentável, gerando autonomia e valorizando o meio ambiente”, disse.

O Projeto GATI

GATI é o fruto do esforço conjunto do movimento indígena, da Fundação Nacional do Índio e do Ministério do Meio Ambiente, com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. A partir de sua unidade de gestão, localizada na sede da Funai em Brasília, o projeto funciona com uma estrutura descentralizada e participativa, com apoio das unidades regionais e locais.

O projeto está sendo implementado em terras indígenas de cinco biomas florestais brasileiros e tem como principal linha de trabalho, a preparação de áreas de referência com atividades de gestão florestal sustentáveis, baseadas em princípios de etno-gestão.

Anúncios
por funaipontapora

Um comentário em “Projeto de gestão ambiental e territorial está sendo desenvolvido em áreas indígenas em MS

  1. É muito bom saber que essa organizaçao tem um compromisso de ajudar essas comunidades indigea para asim menhora suas vida q, já sofreram tato com os preconceito . indio é ser humano é tem direitos que deve ser respeitado INES ROCHA MOREIRA ITAJU DO COLONIA-BA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s